Assista nosso Programa

segunda-feira, 1 de junho de 2020

PARTIDO NOVO RENUNCIA AO FUNDO ELEITORAL PARA AÇÕES DO COVID 19



O NOVO acaba de comunicar ao TSE a renúncia ao Fundo Eleitoral de 2020, assim como fizemos em 2018. Desta forma, estes recursos continuarão no Tesouro e poderão ser utilizados em benefício de toda a população.

Nesta eleição, teríamos direito a R$36 milhões em dinheiro público do Fundo Eleitoral para gastar com campanhas políticas. Porém, o NOVO acredita que as campanhas devem ser financiadas, voluntariamente, por aqueles que acreditam nos partidos e nos candidatos que desejam apoiar. O dinheiro dos impostos dos brasileiros deve ir para serviços essenciais, como educação, segurança e saúde.

Em meio a uma grave crise econômica e fiscal, decorrente da pandemia do coronavírus, estes recursos se tornam ainda mais importantes.

Em 2020, o Fundo Eleitoral irá distribuir R$2 bilhões para financiar campanhas. Estes recursos poderiam ser utilizados para adquirir mais de 20 mil respiradores - equipamento essencial nos casos graves de covid-19 -, comprar mais de 26 milhões de testes de coronavírus, ou pagar o auxílio emergencial no valor de R$600, durante 3 meses, para 1 milhão de trabalhadores informais que perderam a renda devido a pandemia.

Esperamos que outros partidos sigam este exemplo e façam sua parte, renunciando ao Fundo Eleitoral e ajudando no combate à pandemia e suas consequências.

Conte sempre com o NOVO para fazer o que é melhor para o brasileiro.

sábado, 23 de maio de 2020

Mais de 1.300 consultas online são agendadas por dia pela Doctoralia


Disponibilizado há dois meses, o serviço de telemedicina da startup já registra mais de 77 mil agendamentos e 7 mil profissionais de saúde cadastrados para prestar atendimento online


A Doctoralia, maior plataforma de agendamento do mundo, se preparou para oferecer o serviço de telemedicina, assim que os órgãos responsáveis autorizassem o exercício. Com isso, desde o dia 19 de março, já era possível agendar consultas com psicólogos pela ferramenta e, a partir do dia 23, com a autorização em caráter excepcional e temporário fornecida pelo Ministério da Saúde, médicos de diversas especialidades passaram a integrar a lista de profissionais com permissão para efetuar atendimentos à distância.


Até agora, mais de 77 mil consultas foram agendadas por meio da plataforma com os mais de 7 mil profissionais disponíveis. No topo da lista de especialidades mais procuradas durante a pandemia, estão:


• Psicologia
• Psiquiatria
• Ginecologia
• Dermatologia
• Urologia
• Endocrinologia
• Ortopedia e Traumatologia
• Otorrinolaringologia
• Cardiologia
• Neurologia


"O nosso objetivo com a telemedicina é reduzir a disseminação do coronavírus e oferecer acesso à saúde para mais pessoas, em qualquer região do Brasil", conta o CEO da Doctoralia, Cadu Lopes. Por isso, além de oferecer o serviço aos médicos premium que já utilizavam a plataforma, a empresa resolveu fornecer o software às instituições do sistema público de saúde interessadas, de maneira totalmente gratuita. O contato para aquisição pode ser feito pelo e-mail coronavirus@docplanner.com.


O primeiro município a aderir à tecnologia da startup foi Curitiba (PR), também a primeira das capitais brasileiras a oferecer a videoconsulta pelo SUS. Com o serviço no ar há pouco mais de um mês, a cidade avançou e incorporou intérpretes de libras para atender às pessoas surdas.


Além de Curitiba, outras 10 prefeituras e subprefeituras aderiram ao projeto, são elas: Guarapuava, Ponta Grossa e Maringá - PR, Piçarras e Penha - SC, Itanhaém, Peruíbe e o Centro de Atenção Integrada de Saúde Mental Vila Mariana - SP, Comunidade Cantagalo-Pavão-Pavãozinho (Rede Postinho) - RJ e Pancas - ES.


Lopes conta que a adesão à tecnologia tem sido expressiva desde o início, tanto por parte dos profissionais de saúde quanto por pacientes, e espera que a telemedicina permaneça como uma alternativa mesmo após o fim da pandemia. "Com base na experiência que a empresa tem na Europa, sabemos que é um método seguro e eficiente", declara.


Outro serviço que complementa as ações da empresa na luta contra a pandemia é o "Pergunte ao Especialista", uma seção dedicada a esclarecer todos os tipos de dúvidas relacionadas à saúde que podem ser respondidas por um ou mais profissionais disponíveis na plataforma. "Agora temos uma área destinada apenas para questões relacionadas à Covid-19. Estamos fazendo o possível para auxiliar a população e o País no combate ao coronavírus", finaliza Lopes.


Sobre a Doctoralia


A Doctoralia é uma empresa do Grupo DocPlanner, presente em 15 países, responsável por atender 30 milhões de pacientes e processar mais de 2 milhões de agendamentos de consultas por mês. Atualmente, possui mais de 2 milhões de profissionais de saúde em sua base, com um total de 3 milhões de avaliações de pacientes. A companhia foi fundada em 2012 na Polônia e agora possui uma equipe de mais de 1.300 funcionários nos escritórios de Varsóvia, Barcelona, Istambul, Roma, Bolonha, Cidade do México e Curitiba.


Com a missão global de tornar a experiência em saúde mais humana, fornece avaliações e agendamentos de consultas sem custo para pacientes por meio de seu marketplace. Além disso, oferece aos médicos e clínicas uma ferramenta SaaS (Software as a Service) usada para otimizar a gestão e o fluxo de pacientes, reduzir os não-comparecimentos e digitalizar suas práticas, a fim de poder dedicar mais tempo ao paciente e, finalmente, melhorar os resultados da assistência médica.


Por meio da marca TuoTempo, a empresa oferece um CRM com um conjunto mais sofisticado de produtos de otimização para grandes instituições de saúde, como hospitais e clínicas de grande porte. Já o Doctoralia Lab é o marketplace para agendamento de exames que visa oferecer uma assistência de saúde completa aos pacientes dando continuidade ao atendimento médico. Disponível para Curitiba e São Paulo até o momento.O DocPlanner é apoiado pelos principais fundos de capital de risco, incluindo Point Nine Capital, Goldman Sachs Private Capital e One Peak Partners, levantando um total de € 130 milhões até o momento.

Hospital Santa Cruz disponibiliza drive thru para teste rápido de COVID-19






O pré-agendamento pode ser feito por meio do site do HSC: https://www.hospitalsantacruz.com.br/procedimento/drive-thru-covidApós preenchimento do formulário, a equipe do Hospital entra em contato para agendar a melhor data e horário para o paciente. A coleta é feita de segunda a sábado, das 9h às 12h e das 14h às 17h, e não há necessidade de jejum. O resultado é retirado pelo site da Instituição.



sexta-feira, 22 de maio de 2020

Plataforma + Brasil ganha mais transparência e controle social no repasse de recursos da União

Nova modalidade auxilia população a acompanhar o desenvolvimento das políticas públicas em estados e municípios



A Plataforma + Brasil passa a contar a partir dessa semana com a modalidade transferências especiais. Esse tipo de transação permite ao parlamentar encaminhar recursos para uma gestão estadual ou municipal sem indicar destinação definida. 

Segundo o Ministério da Economia, neste ano, a transação vai contemplar mais de mil e duzentas localidades, com um montante total de R$ 598 milhões em emendas parlamentares. 

De acordo com o governo, a inclusão da transferência especial vai trazer mais transparência às informações e aumentar o controle social. Para operacionalizar os recursos da nova modalidade, os gestores públicos terão que se cadastrar no portal gov.br. 

A Plataforma + Brasil é um sistema integrado que busca reunir os diferentes tipos de transferências de recursos da União. A transferência especial é a décima disponível na plataforma. 

A expectativa da pasta da Economia é que até 2022, ela operacionalize todas as 30 modalidades de transferências da União, totalizando a gestão de aproximadamente R$ 380 bilhões por ano.

STF homologa acordo para pagamento da Lei Kandir a Estados e Municípios


A medida vai beneficiar os estados e municípios que tiveram perdas com arrecadação dos impostos


O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) homologou nesta semana, um acordo financeiro entre a União e os demais Entes, para compensar os Estados e Municípios sobre a perdas na arrecadação decorrentes das medidas previstas na Lei Kandir. A norma dispõe sobre o imposto dos estados e do Distrito Federal, nas operações relativas à circulação de mercadorias e serviços.

Com o acordo, o Governo Federal deverá repassar um montante de R$ 65,5 bilhões. Do total, 25%, por regra pertente aos municípios brasileiros, ou seja, um valor de R$ 16,3 bilhões.

Dos R$65,5 bilhões previstos no acordo financeiro, R$58 bilhões têm que ser repassados até ano de 2037. O restante do repasse do recurso depende ainda de alguns tramites. Da quantia, R$ 4 bilhões dependem da venda, por leilão, de dois blocos excedentes do pré-sal, Atapu e Sépia, e R$ 3,6 bilhões devem ser pagos aos estados e municípios após três anos a partir da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 188/2019.

No acordo financeiro está previsto ainda dois calendários de liberação do recurso: um considerando a aprovação e promulgação da PEC 188/ 2019 e outro válido antes do fim da tramitação da PEC na forma de uma regra de cessação e transferência temporária. Por isso, a União tem, a partir de agora, 60 dias para apresentar um projeto de lei complementar com a proposta.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) comemorou a homologação do acordo, uma vez que o pagamento da compensação é pedido antigo do movimento municipalista.

Para mais informações acesse: www.cnm.org.br

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Pessoas idosas são mais vulneráveis ao vírus da dengue


A causa pode estar em doenças pré-existentes, 
que tornam a dengue mais grave




As pessoas com mais de 60 anos de idade são mais vulneráveis às complicações causadas pela dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. A causa pode estar em doenças pré-existentes, que tornam a dengue mais grave. O especialista em vírus de insetos da Universidade de Brasília (UnB) Bergmann Morais Ribeiro explica isso.

“Como qualquer doença, os idosos são mais vulneráveis, porque não têm a mesma resposta imunológica de uma pessoa mais jovem. Qualquer patógeno, se os idosos forem infectados, a probabilidade de a doença ser mais severa é maior. O corpo do idoso já está debilitado, com uma doença crônica, por exemplo, aumenta a inflamação no corpo e isso, às vezes, favorece a replicação do vírus da dengue.”

Qualquer pessoa acima de 60 anos que apresentar os primeiros sinais de dengue deve procurar imediatamente um serviço de saúde. Os principais sintomas são febre alta, dor no corpo, cansaço, manchas vermelhas, falta de apetite, dor de cabeça ou dor ao movimentar os olhos. Toda a população pode ajudar a evitar o contágio eliminando a água armazenada. Esses locais podem se tornar criadouros do mosquito da dengue, o Aedes aegypti.


terça-feira, 7 de abril de 2020

CORONAVÍRUS - COMO RECEBER O AUXILIO EMERGENCIAL




Medida do governo federal tem o objetivo de ajudar as categorias de trabalho mais vulneráveis durante a crise econômica causada pelo coronavírus

Os MEIs (microempreendedores individuais), trabalhadores que não têm carteira assinada, autônomos, desempregados e contribuintes individuais da Previdência poderão se registrar para receber o auxílio emergencial de R$ 600 anunciado nesta terça-feira, 7 de abril, pelo Governo Federal. A cidade de São Paulo conta com mais de 770 mil MEIs que deverão consultar a disponibilidade do benefício.

A iniciativa tem como objetivo ajudar as categorias de trabalho mais vulneráveis em meio à crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus. A lei federal que cria o auxílio prevê o pagamento por ao menos três meses a trabalhadores de baixa renda sem emprego formal ou com contrato intermitente inativo.

A Caixa Econômica Federal disponibilizou um site e um aplicativo para que os trabalhadores informais, autônomos e MEIs solicitem o auxílio emergencial de R$ 600. Aqueles que já recebem o Bolsa Família, ou que estão inscritos no CadÚnico - Cadastro Único, não precisam se inscrever pelo aplicativo. Para estas pessoas o pagamento será feito automaticamente.






A Caixa Econômica também disponibilizou o telefone 111 para tirar dúvidas dos trabalhadores sobre o auxílio emergencial.


Requisitos para MEIs solicitarem o auxílio

· Ser titular de pessoa jurídica MEI - Microempreendedor Individual;

· Estar inscrito no CadÚnico para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia 20 de março;

· Cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;

· Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social;

Para mais informações, acesse o site do Governo Federal: www.gov.br


Orientações para empreendedores

A Ade Sampa, agência vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo, está atendendo os empreendedores da capital por meio de telefone, whatsapp e e-mail, tendo em vista que as unidades do Cate e das Subprefeituras estão fechadas.

Pelos canais de atendimento, o empreendedor consegue tirar dúvidas sobre emissão de nota fiscal e outros documentos, além de fazer a formalização do seu negócio como MEI – Microempreendedor Individual.

A Ade Sampa iniciou também uma parceria com o Banco do Povo, programa de microcrédito do Governo do Estado de São Paulo, para realizar o teleatendimento a empreendedores na divulgação da nova linha de crédito de R$ 25 milhões para micro e pequenas empresas enfrentarem os efeitos econômicos da pandemia de coronavírus. A equipe técnica orienta sobre as linhas de microcrédito, condições e processos para cadastramento do pedido de crédito. Já o Banco do Povo será responsável pelo estabelecimento das linhas, análise e concessão do crédito.


Confira todas as orientações que são oferecidas:


· Formalização do MEI - Microempreendedor Individual;
· Declaração Anual do Simples Nacional;
· Alteração de CNAE -Classificação Nacional de Atividades Econômicas;
· Cancelamento do cadastro do MEI;
· Parcelamento do DAS - Documento de Arrecadação do Simples Nacional;
· Emissão da senha Web;
· Configuração de Nota Fiscal Paulista;
· Consulta do CCM - Cadastro de Contribuintes Mobiliários, CCMEI - Certificado de Condição de Microempreendedor Individual e CNPJ
· Orientações sobre linha de crédito do Banco do Povo

Abaixo, confira os contatos dos agentes locais da Ade Sampa:

(11) 94284-6067
(11) 97148-8830
(11) 94548-9513
(11) 99335-0778
(11) 99449-1311
(11) 99708-5130